MPIAUÍ

Garoto de Monsenhor Gil ganha ajuda e viaja para realizar sonho de jogar no Cruzeiro-MG

Gustavo, treinador Ayslan Santos e Paulo Eduardo no Aeroporto de Teresina
Postado em 00/00/0000
Aprovado em avaliação técnica do Cruzeiro-MG feita em Teresina no mês de Agosto passado sob a coordenação dos dirigentes da Sociedade Esportiva Garra, o lateral-esquerdo Paulo Eduardo, natural de Monsenhor Gil, cidade distante 50 quilômetros ao sul de Teresina, viveu dias de muita expectativa, já que sendo oriundo de uma família de poucas posses, não tinha condições financeiras para pagar passagem de Teresina a Belo Horizonte.

O drama do garoto de Monsenhor Gil foi amplamente divulgado pelos portais de notícia Tribuna de Barras e MPiauí, que clamavam a sociedade a ajudar e cobravam das autoridades de Monsenhor Gil para que pagassem a passagem. A partir das reportagens o fato ganhou ampla repercussão nas redes sociais e agora Paulo Eduardo ganha condições de poder realizar seu sonho de jogar em um grande clube brasileiro.

Com os custos da passagem divididos pelo empresário João Luiz (de Monsenhor Gil) e a Prefeitura de Monsenhor Gil através da secretaria de esporte do município, além de ajuda para outras despesas pagas por pessoas que se sensibilizaram e se cotizaram, Paulo Eduardo viajou em voo da Azul às 1h30min desta Terça-feira, 7 de Novembro, saindo do Aeroporto Petrônio Portella, em Teresina. Desde que fez a avaliação do Cruzeiro em Agosto, o atleta de Monsenhor Gil sempre esteve acompanhado da zelosa Zú, conhecida como "Tia Zú" - ativista social e cultural em sua cidade. Era Zú quem acompanhava o atleta nos treinos e foi ela que moveu a maioria das ações para que fosse viabilizada a viagem de Paulo Eduardo a Belo Horizonte.

Paulo Eduardo, que tem 13 anos, viajou na companhia do também atleta Gustavo, meia-atacante de 13 anos, artilheiro da XVIII Taça Teresina de Futebol Sub-13, encerrada no último Sábado, quando a Sociedade Esportiva Garra, seu clube, sagrou-se tetra-campeã invicta. Os dois jogadores são atualmente as maiores revelações do futebol piauiense na categoria que atuam. 

 

 

 

 
Paulo Eduardo com a avó (de preto), por quem é criado,  e pessoas amigas em Monsenhor Gil - PI

Fonte: Redação do MPiauí, em Teresina

Compartilhar

ComentÁRIOs